Literatura de Cordel

Poetas consagrados escreveram versos para os alunos do 6º ano durante a SICE.
03/09/2019

A SICE passa mas deixa muita vida em cada um dos participantes. O 6º ano, que trouxe como tema “Festejos da Fé: a devoção de um povo”, recebeu de dois poetas cordelistas consagrados versos feitos especialmente para os alunos, que já conhecem bem a Região do Cariri, destino das Viagens Pedagógicas da Escola.

O primeiro cordel, “A Romaria é a fé”, é do poeta Daniel Gonçalves, neto de Patativa do Assaré.

A romaria é a fé

A romaria é a fé
Demonstrada em devoção
É o romeiro exibindo
Num cantar e procissão
Que a fé dita diretrizes
Para serem mais felizes
Cumprindo a sua missão

Seja numa multidão
Rezando junto da massa
Seja a pé cortando o chão
Ou com louvores na praça
Sabem que são pecadores
Agradecendo em louvores
Então pedindo uma graça

A romaria ultrapassa,
Libertos do preconceito
Todos é uma só raça
Possuem mesmo direito
Num cantar fica evidente
Que ninguém é diferente
Pra Deus tudo é um só jeito

O romeiro é satisfeito
Vivendo em seu simples canto
É como um rio no leito
A fé correndo pra um santo
É como se o santo ouvisse
E a romaria cobrisse
Nas proteções do seu manto

É na fé que todo o pranto
Se torna felicidade
A cura em qualquer recanto
Habita com igualdade
Assim pensa o romeiro
Por esse país inteiro
Almejando eternidade.

 

O Cordel “Festejos da Fé” é do Mestre José Lourenço, da Academia de Cordel Lira Nordestina.

Festejos da Fé: a devoção de um povo

Nestes versos de cordel
Conforme a inspiração
Vamos falar sobre a Fé
Com muita satisfação
Um sentimento profundo
Que temos no coração.

 

A Fé que move montanhas
Se o devoto acreditar
Fé que cura e salva a alma
Renova e faz transformar
Que abriu o Mar Vermelho
Pra o povo de Deus passar.

Fé que movimenta o povo
E é fonte de alegria
Assim podemos provar
Seja noite ou seja dia
Quando um fiel se dispõe
A fazer a romaria.

Foi essa Fé que mostrou
Ao cego a sua visão
Por meio de Jesus Cristo
E seu sagrado coração
Com piedade fazendo
Pedra transformar-se em pão.

Com a Fé todos os dias
Cá em nossos corações
Acreditando em um Deus
Fazemos as orações
É a Fé que faz nascer
No mundo as religiões.

A Fé só é verdadeira
Quando o respeito contém
Sem falar mal do amigo
Nem criticando ninguém
Pois cada um tem direito
À crença que lhe convém.

O cordel chega ao final
Dizendo: muito obrigado!
Quem leu ou que escutou
Nesse momento sagrado
Que sua Fé permaneça
Esperamos ter gostado!

Fim

Notícias Relacionadas

Leia a íntegra da matéria do Jornal Diário do Nordeste.
Próxima segunda-feira (8/11), às 19h30min, no canal do Youtube do Colégio
Audições SICE 2021 - Resultado Final
Conheça os alunos selecionados