Tecendo Diálogos - Adaptação Escolar

Tecendo Diálogos - Adaptação Escolar

Caminhos possíveis para apoiar as crianças e adolescentes na adaptação à nova rotina escolar.
14/02/2022

Início de ano sempre nos faz pensar em recomeços, novas possibilidades, mudanças, projetos. Esse sentimento vem carregado também de expectativas e ambiguidades. Para alguns, é o início da vida escolar e/ou de um novo ciclo escolar; para outros, é o retorno à convivência escolar depois de um período longo.

 

Com a vivência de dois anos de pandemia, parece que perdemos a noção de um mundo mais previsível e estamos aprendendo a lidar com vários desafios. É fato que a pandemia nos trouxe também muitos ensinamentos e estamos mais uma vez sendo convocados a trabalhar nossa capacidade de flexibilidade e de nos organizarmos dentro de uma outra lógica. Se isso é difícil para nós adultos, que temos mais experiência e recursos emocionais, imagine para as crianças e adolescentes.

 

A volta à rotina escolar possibilita uma constância que organiza e oferece a possibilidade de continuidade no meio de tantas “quebras”. Ao mesmo tempo, requer também uma adaptação, pois desde as crianças da Educação Infantil aos adolescentes, cada um, com sua especificidade, está se apropriando desse espaço, de sua forma de funcionar, do que se espera deles e de que forma poderão construir suas vidas aqui, estejam eles no presencial, estejam no remoto.

 

A convivência com os iguais, a rotina de horários e estudos, os projetos, as brincadeiras, a ocupação das salas e dos espaços físicos, as aulas, os professores, tudo está sendo revisitado através de uma nova perspectiva, mesmo quando se trata da Escola em que já estuda há anos.

 

É possível que alguns estranhem esse recomeço ou mesmo que resistam. Nesse momento, faz-se importante o acolhimento, a comunicação e a presença efetiva dos adultos, pois são essas ações que sustentam o esforço necessário para lidar com as mudanças inerentes a esse novo ciclo escolar. É da segurança e da firmeza da Família e da Escola que os alunos precisam para retomar e, por que não dizer, recriar uma rotina escolar e de vida. 

 

Alguns pontos a serem pensados:

  • O que precisa ser reajustado na rotina de casa? Horários de acordar, limites, comunicação, tempo de convivência etc.
  • O que pode ajudar seu(sua) filho(a) a se organizar melhor no tempo das atividades escolares? Calendários, agenda, horários, novos combinados etc.
  • Que hábitos e comportamentos se estabeleceram durante os últimos tempos e não cabem mais ou não cabem da mesma forma nesse novo período? Tempo de tela, horários de dormir, hábitos de estudo etc.
  • Qual a ajuda que seu(sua) filho(a) precisa neste momento?
  • Enquanto espaço de coletividade, como a Escola pode colaborar nesse processo de adaptação?

 

É nesta compreensão de presença e parceria entre Família e Escola que vemos este início. Que a vida escolar possa ser retomada e possamos ajudar crianças e adolescentes a seguirem com confiança e segurança.

 

Serviço de Psicologia Escolar

 

 

Notícias Relacionadas

Tecendo Diálogos sobre Ansiedade
Ansiedade na atualidade: um mal-estar constante!
A importância das competências socioemocionais na prevenção e no enfrentamento ao bullying
O uso da internet por crianças e adolescentes: diálogos sobre desafios, limites e...