É tempo de esperança: recado de Irmã Eulalia