Núcleo de Arte apresenta sensibilidade e afeto

A Arte nos leva à Pepperland.e a tantos outros lugares encantados. 
10/11/2021

“Yellow Submarine”, de The Beatles, já tem mais de 50 anos, mas o que é a passagem do tempo para uma obra-prima? Pepperland, uma das faixas do disco, deu nome a um dos espetáculos apresentados no último sábado, no Ginásio da Escola, durante a Culminância do Núcleo de Arte. Pepperland é um paraíso quase terrestre que fica a 80 mil léguas no fundo do mar, onde a Banda do Sargento Pepper está sempre tocando a sua música. Até que um dia o Líder dos Maldosos Azuis, que detestava todo tipo de música, decide varrer Pepperland do mapa, deixando-o sem cor e sem som. Mas, navegando em um submarino amarelo, The Beatles chegam para trazer a paz e a música de volta a Pepperland. 

O Mistério dos Ossos de Sumatra, segundo espetáculo da mostra, reuniu 11 adolescentes em cena. Um elenco mais maduro, que nos envolveu em uma trama clássica de mistério e diversão, com uma dramaturgia cheia de diálogos investigativos. A trama permitiu um aprimoramento na arte da interpretação. “São 11 adolescentes em cena, muitos fazem teatro desde pequenos e apresentam um trabalho mais aprofundado na construção dos personagens, da dramaturgia”, explica Andréa Piol, coordenadora do Núcleo de Arte.

Notícias Relacionadas

O convite muito especial veio do escritor e compositor Flávio Paiva.
Inscrições na sala da ACDMAV, de 15 a 27 de junho, das 7h15min às 16h.
O Colégio Santa Cecília recebeu o Colégio Nossa Senhora das Graças.